Castigar ou Não Castigar as Crianças?

Eis a Pergunta Que Não Quer Calar: Castigar ou Não Castigar as Crianças?

A psicóloga Patrícia Dumer fala sobre o efeito do castigo e se ele leva ao objetivo esperado pelos pais. Patrícia reflete e explora esse tema, sugerindo maneiras para a educação e criação das crianças. Confira o áudio da entrevista:

Patrícia Dumer aborda o tema: O Castigo Leva ao Objetivo Esperado?

 Será que os pais, ao castigarem seus filhos, atingem o objetivo esperado?
Os pais têm a intenção de castigar seus filhos com o objetivo não só de puni-los pelos seus “erros”, mas também para modificar o comportamento para aquele desejado. Acredito que este tipo de costume não irá ajudar para a busca de melhores atitudes para o filho. Pelo contrário, o castigopode ser visto como uma afronta para o filho, o qual poderá tomar decisões com o propósito de vingar-se dos pais e acabar prejudicando a si mesmo.
O ideal é transferir “responsabilidade” ao seu filho. Assim, não há apenas uma mudança de nome, mas de paradigma. Ao mostrar que seu filho é responsável pelos seus atos e quais as diversas consequências que suas escolhas poderão causar, os pais poderão norteá-lo para tomadas de decisões. Isso é à base do diálogo, o qual é essencial em todas as etapas do processo de educação e crescimento.
”A punição elimina o comportamento indesejado, mas em longo prazo não educa, não ensina”, explica Maria Guimarães Drummond Grupi (2011), psicóloga e pedagoga. Favorável em impor limite com diálogo firme, ela diz que a punição só refreia o comportamento. Não vai além disso. Para educar um filho não há uma forma mágica e perfeita, porque é uma tarefa árdua que requer energia de ambos os pais. É sempre importante os pais pararem para pensar nas atitudes dos seus filhos e tentar entende-los. Tendo em vista que, agredir ou privar o filho de algo que goste, poderá causar ódio, rancor e trauma deste filho em relação aos pais.

Por Patricia Dumer Colodzeiski Tavares

Psicóloga

CRPRJ: 05/42352

A psicóloga Patrícia Dumer concedeu uma entrevista a nossa equipe, confira no áudio acima.

 

Confira mais entrevistas:

ENTENDA MAIS SOBRE PSICOPEDAGOGIA

Suellen Buchaúl, Psicóloga e Psicanalista, Fala Sobre o Terror Noturno

TUDO SOBRE DISGRAFIA

O QUE É DISCALCULIA?

SAIBA MAIS SOBRE DISORTOGRAFIA

FONOAUDIÓLOGA FALA SOBRE A PSICOMOTRICIDADE

&nbsp&nbsp &nbsp&nbsp
Ver. 1.3

Os comentários estão encerrados.